A Politécnica que ajudou o Brasil a entrar na era digital

A 12ª edição da revista Todos traz em sua capa a Profª Drª Edith Ranzini. Na seção Testemunha Ocular a engenheira conta como entrou na prestigiada Escola Politécnica com apenas 18 anos e foi uma das doze mulheres a ingressar no curso de engenharia.

Um dos destaques de sua carreira foi a participação no desenvolvimento do “Patinho Feio”, um dos primeiros computadores do país. Com quase 1 m³ e pesando 100 quilos, o computador tinha memória de 4 kbytes. Um prodígio para a época.

A revista cita ainda a homenagem de “Professora do ano de 2016“, concedida pela AEP em novembro.

Você pode adquirir um exemplar da revista no site Banca do Bem.

43883_520x520