Poli renova programa de apoio ao empreendedorismo

A diretoria da Escola Politécnica da USP decidiu estender a realização do projeto-piloto de apoio ao empreendedorismo inspirado no Programa i-CORPS, projeto do governo dos Estados Unidos que oferece formação para empreendedores. O programa começou a ser realizado em agosto, e é aplicado pelo consultor Flavio Grynszpan, do Instituto i–CORPS Brasil. Na última sexta-feira, dia 16 de setembro, o diretor da Poli-USP, professor José Roberto Castilho Piqueira, assistiu à apresentação de propostas de produtos e tecnologias desenvolvidos pelos dez grupos, e classificou a iniciativa como muito bem sucedida. Para o diretor, a Escola precisava de uma mudança de postura com relação à formação de empreendedores. “A engenharia mudou muito. Ser um engenheiro para o mercado hoje é muito diferente do que quando eu me formei. As oportunidades de os profissionais formarem novas empresas e empreendimentos aumentaram muito”, explicou o diretor, ressaltando a necessidade de conhecimento para empreender.

Piqueira destacou ainda que o objetivo da sua gestão como diretor é oferecer aos futuros engenheiros uma formação compatível com as melhores escolas de engenharia do mundo, e também ajudar os profissionais no desenvolvimento de uma consciência do seu entorno. “Nosso entorno está precisando de geração de riqueza. Não dá para erradicar a pobreza sem gerar riqueza, e não é possível gerar riqueza hoje sem inteligência e sem empreendedorismo. Nossa Escola, que tem tradição de pioneirismo, tem que continuar mantendo essa tradição. E para nós é muito importante que isso continue”. O diretor explicou que esta iniciativa é uma maneira de contemplar a formação dos alunos que tem vocação para o empreendorismo, inserindo esse conhecimento no dia-a-dia da Escola.

Os detalhes sobre a segunda etapa do programa serão divulgados em breve.

Fonte: Poli-USP